Gratidão do Dia – Meditando com as crianças

kids meditationEsta noite, filhota levou amiga para dormir em casa. A mãe, ao despedir da amiga, já avisou para que ela não se atrasasse pela manhã ao aprontar, o que já me deixou antecipando que precisaria de uma ajudinha para que ela se aprontasse.

Na hora de dormir, filhota mesmo convidou e incentivou a amiga a meditar, coisa que ela faz todas as noites, antes de dormir. Para minha surpresa, a amiga concordou entusiasmada. Checou comigo se ela precisava fazer algo de mais, se teria que se sentar. Respondi que podia se deitar, relaxar o corpo e seguir as instruções da gravação.

Coloquei uma meditação guiada curtinha, de 4 minutos, para testar o interesse. Ao fim dos 4 minutos a mocinha dormia profundamente, ao ponto da minha pequena tentar conversar com ela e ela não responder.

Hoje pela manhã, como habitualmente, o despertador da pequena tocou às 5:30, horário há muito definido por ela, “para poder aproveitar a manhã”. (Discurso aprendido com a mãe, claro!). O meu tocou na mesma hora, mas após duas noites com sono interrompido, enrolei até perto das 6 para levantar. Fui direto para o banho enquanto marido checava as crianças. Ao entrar no quarto das pequenas, a minha já estava pronta, e a amiga prontamente se aprontou, e elas ficaram conversando e brincando, antes e depois do café por mais de uma hora, até saírem para a escola.

O fenômeno foi o mesmo que aconteceu com a minha ao começar a meditar. A diferença era o incentivo em imitar a mãe. Fiquei muito grata hoje de poder testar e ver os resultados de uma tese que defendo com muita convicção com mais uma criança. Não vejo a hora do pequeno ter idade para começar a acompanhar a irmã!